Tag Archives: Dança do Ventre

NOVIDADES NA DONA DANÇA

7 fev

Mudanças a caminho! Adoro mudanças!

Temporariamente, o atendimnento do Belly Brechó será somente pela loja virtual. Mas em breve ele também ganhará casinha nova!

Anúncios

ÚLTIMOS REGISTROS

6 nov

Workshop de ritmos com Maurício Mouzayek

Workshop de Maquiagem com Vera Rodrigues

Aula de Danças Circulares com Mônica

POWER POLE BEAUTY BELLY DANCE

5 jul

Fusões. Esta é a palavra do momento no universo bellydance! As bailarinas estão fundindo a Dança do Ventre com outras danças e culturas e tem aparecido resultados e segmentos bem diferentes e interessantes… outros, bizarros. Mas hoje não vou entrar no mérito artístico, mas sim tratar das fusões que estão surgindo em sala de aula.

O título do post é uma mistura de nomes de várias aulas que eu já vi no mercado e sempre que vejo mais um besteirol desse caio na risada. Alguns aproveitaram a onda do pole dance pra unir à dança do ventre. Queria muito que alguém me explicasse como isso é possível, quais são os benefícios reais e a sua aplicabilidade. Até agora não entendi…

Depois surgiram aulas que misturam a dança do ventre com aeróbica e olha que os resultados são promissores: emagrecer, melhorar o condicionamento, queimar gordura  e perder muitas e muitas calorias! Legal, hein? Mas será que:

  • As profissionais que ministram estas aulas tem preparo e conhecimento pra isso? Será que são formadas em Educação Física? Eu conheço muitas profissionais que estão dando estas aulas e, a não ser que elas tenham feito a graduação por correspondência, sei que não estão aptas.
  • É pedido um atestado médico às alunas liberando atividade física de maior impacto?
  • Durante a aula, as professoras conferem a frequência cardíaca das alunas? Como é possível saber se está havendo queima de gordura mesmo? Como é possível saber se a aluna não está com taquicardia?

Estes são somente alguns pontos que devem ser observados.

Fiz questão de escrever este post para que as alunas fiquem atentas e sejam criteriosas ao aderir a uma nova “modalidade”. Para as profissionais, sempre falo o quanto é importante fundamentar o nosso trabalho através de cursos, aulas e tudo o que possa legitimar  a sua idéia. Porque muitas vezes a idéia é boa, mas é preciso ter responsabilidade e conhecimento para colocá-la em prática.

E eu falo isso com conhecimento de causa. Quando criei o Sistema Belly Ball fui fazer cursos que dessem uma base técnica e científica pro meu trabalho, garantindo a sua credibilidade no mercado. Quando as alunas pedem aulas específicas para adquirir mais força e flexibilidade, tenho a Ana, uma excelente profissional de Educação e física e bailarina clássica pra atendê-las. Acredito isso é um trabalho responsável, que respeita o corpo da aluna.

Gostaria muito de ouvir a opnião de vocês, especialmente de quem já fez estas aulas “belly doidas” pra saber se estou equivocada e se obtiveram os resultados prometidos.

PROMOÇÃO GANHA-GANHA!

14 jun

QUERO MAIS “VÔLEI” NA DANÇA DO VENTRE

8 jun

Sábado fiquei até às 12h30 na cama assistindo ao jogo de vôlei Brasil x Bulgária. De todos os esportes este é o que eu mais gosto de ver e assirtir a ele no final de semana me trouxe algumas reflexões de como precisamos incorporar o “espírito do vôlei” na Dança do Ventre. Explico:

– Questão ética

No vôlei os jogadores podem comemorar entre si quando marcam pontos, mas é considerado anti-ético comemorar provocando o time adversário. Não é lindo isso? Por que as bailarinas também não se contentam em comemorar suas vitórias e conquistas de forma igualmente elegante? Qual a razão de provocações, indiretas e  esta competição absurda pra ver quem posta mais fotos e videos?

– Questão política

Todos os jogadores dos times rivais  se cumprimentam. Isso me parece muito básico e acho que faz parte de ser política (o que, na minha opinião, é uma qualidade). Não se trata de ser falsa, mas sim de tratar o outro com civilidade. E se tem uma coisa que me enche o saco na DV é isso: gente que vira a cara e finge que não te conhece. Afff, até a minha sobrinha de 5 anos já passou desta fase. Quando o universo Bellydance vai amadurecer?

-Questão de união

É a coisa mais linda ver a união do time de vôlei, as comemorações, um abraçando o outro, torcendo pelo outro e perdoando quando há erros e falhas. Nunca vi um grupo de DV que durou anos, em que as integrantes tivessem amor e lealdade incondicionais pelo grupo e umas pelas outras. É triste, mas é fato. Se alguém puder citar um grupo por favor me fale…

– Questão de humildade

Não é fácil ser tirado do jogo no meio da partida, nem ficar no banco de reservas. Mas os jogadores respeitam as decisões do técnico e isso faz com que a humildade seja exercitada constantemente. Quando penso no universo da dança em geral, concluo que esta palavra ainda não entrou no nosso dicionário. Algumas bailarinas o são, mas a imagem que passamos no mercado passa bem longe disso.

– Questão de respeito

Esse é o melhor exemplo do time de vôlei: respeito aos colegas, à torcida e ao técnico. Pois quero muito ver mais respeito às professoras, principalmente das alunas de avançado que às vezes tem o ego traiçoeiro que sem perceber prega a peça da arrogância e do egoísmo.

Bom, em 2h de partida pude tirar todas estas conclusões e sonhar que a dança do ventre um dia será mais “vôlei”…

1 MÊS DE AULA GRÁTIS NA DONA DANÇA!

4 maio

CURSO DE CAPACITAÇÃO – MÓDULO II

14 abr

Inclui apostila e certificado de participação. Vamos?